Os 3 pilares do Design Thinking

Empatia, colaboração e experimentação.

Empatia é a capacidade de compreender o sentimento ou reação da outra pessoa imaginando-se nas mesmas circunstancias.”

Com isso, não ache que seu produto é fácil de ser usado simplesmente por você ter projetado, primeiramente, conheça seu usuário e coloque-se no lugar dele para melhorar seu produto.

Colaboração significa agir com outrem para a obtenção de determinado resultado, ou ter participação em obra coletiva.”

Ou seja, trabalhe em conjunto com outros colaboradores (Designers, desenvolvedores, gestores…) e, lembre-se: Design centrado no usuário é o principal foco da realização de um produto. É importante que em cada etapa do processo os designers e projetistas procurem entender quem é seu usuário final para ter um projeto condizente com as expectativas.

Experimentação é analisar uma hipótese em um contexto, levando a nossa criatividade do papel para a prática do mundo real.

Teste e experimente inúmeras vezes o seu produto antes de pôr em produção, dessa forma você evita descobrir falhas que poderiam ser evitadas em campo. Se você pode evitar, siga essa receita: Teste, experimente e teste novamente!

Download Sketch mobile para Android

002

Pessoal!

Estou disponibilizando um Sketch mobile para Android que tem me ajudado bastante na hora de prototipar meus projetos.

Aproveitem para realizar o download do Sketch! Espero muito que ajude no processo de vocês.

Em breve estarei disponibilizando também o download de um projeto que fiz utilizando esse Sketch e a prototipação que fiz com o POP (App muito bacana para fidelizar mais seus projetos).

Baixe seu arquivo e crie o seu próprio Sketchbook.

bt_download

Sucesso nos projetos e vamos adiante!!!

 

Respondendo as dúvidas sobre verticalização de sites pela Revista Wide

postin

Confira o debate completo feito pela Revista Wide em que participo respondendo sobre o tema que escrevi no post de (One Page: Verticalização dos sites?)

http://www.revistawide.com.br/tecnologia/verticalizacao-dos-sites

Minha Resposta

Quando o conteúdo é relevante para o usuário, ele não se importa tanto com o scroll que vai realizar. Facebook, Instagram e Twitter são exemplos práticos de que se o usuário ficar um dia sem acessar a página a sua primeira ação será ver os conteúdos “atrasados” até quando estes tornarem-se desinteressantes para ele.

É importante priorizar sempre a principal informação acima da dobra do site, evitando o risco de deixar passar dados importantes caso o usuário não faça o scroll, porém, é importante também manter sempre que possível um call to action no final, ampliando suas chances de conversão e facilitando para o usuário.
Partindo do fato de que cada vez mais o usuário tem o hábito de “scanear” o conteúdo de um site, devido à atual escassez de tempo, o mais indicado seria a publicação da parte mais relevante do conteúdo, dessa forma, podemos prender a atenção e instigar o interesse do usuário, passando a mensagem de forma rápida e direta.

A verticalização acaba por trazer para o usuário mais praticidade tratando-se de todo o conceito que envolve UX, melhorando a usabilidade e utilizando mais estratégias de marketing e design para prender e surpreender de forma mais rápida e eficaz.

Fotografia, vídeo, tipografia e cores chapadas em alta nas interfaces web

post_bg

… Até que ponto essa tendência é boa para seu usuário?

Tenho navegado bastante em busca de novas tendências web, até como benchmarking para projetos futuros, e tenho me deparado cada vez mais com sites que utilizam vídeos, fotografia, tipografia e cor chapada como composição de layout.

Confesso que tenho visto aplicações bastante interessantes, principalmente como background, como (kathart) que proporciona uma interação atraente e criativa ao navegar. Já o (soleilnoir) abusa do uso da tipografia e cores chapadas alinhado ao parallax que continua sendo bastante utilizado.

Tenho encontrado muitos sites bacanas com essa tendência, mas 90% ainda não são sites do Brasil, acredito que seja principalmente devido ao custo de se produzir um vídeo com boa qualidade ou até mesmo tirar uma fotografia bem produzida e editada para chegar a uma boa proposta. Até porque se a moda pega por aqui e as agências saem utilizando dessa tendência de qualquer maneira, os Designers de Interação terão trabalho dobrado para arrumar essa bagunça, não queira nem ver!

O real objetivo desse post é justamente a preocupação e os cuidados que devemos ter na hora de aplicar essas tendências. Cuidado com sua aplicação, pois pode desviar a atenção do usuário de sua proposta com o site, além de gerar um desconforto ao navegar. Tenha senso crítico na hora de escolher sua fotografia, tipografia ou vídeo. Se não tá legal, Procura outra proposta para seu projeto e espera um bom material para fazer essa aplicação. Tudo chega na hora certa e seu dia vai chegar (rsrs).

Segue uma lista de sites bacanas com essas aplicações que achei bem interessantes na aplicação de Layout.

Informe ao seu cliente: UX traz retorno de investimento

ux_post

UX (Experiência do usuário) é um recurso cada vez mais utilizado na web, não por modismo, mas sim pelos resultados comprovados na área de marketing e pesquisa do consumidor.

A partir de estudos da interação e sensações que usuário adquire ao entrar em contato com a interface de um produto, são criados layouts que o leva ao objetivo final do seu cliente: O investimento no produto, serviço ou projeto.

Sim! O UX gera um caminho linear e harmonioso para que o usuário encontre rapidamente o que deseja, e melhor do que isso, com o processo rápido e fácil ele divulgará e voltará mais vezes para realizar o processo aumentando as compras e gerando ROI (Retorno sobre o investimento).

Então, tenha o UX como uma carta na manga! Faça testes, páginas preliminares, grave a navegação do seu usuário e saiba a opinião deles, assim você provará por A+B que o investimento no seu trabalho está superando até demais investimentos e estratégia de marketing utilizados pelo seu cliente.

Prototipagem rápida com popapp

app_post

A dica de hoje vai para um App bem legal que tenho testado para prototipagem rápida.

O App popapp é bem simples e fácil de ser usado além do processo ser bem casual. Crie seus wireframes no papel (procure utilizar uma caneta forte para melhorar o contraste), e utilizando a câmera de seu aparelho tire as fotos de todos os skethes, caso queira melhorar a visualização não se preocupe, o app disponibiliza do recurso para melhorar o brilho e o contraste.

Agora basta ligar os skethes, marcando pontos de links, simulando uma navegação, e apertar o play para ver como ficaria sua funcionalidade. Além de testar rapidamente sua navegação, você ainda pode compartilhar seu protótipo com os amigos para que possa ser visualizado no Iphone, Ipad ou no browser, esperando assim um feedback com maior fidelidade.

Link: popapp

Quanto custa a minha hora?

freela_post

Para a galera freelancer que geralmente fica perdida na hora de saber quanto cobrar em seus projetos… Ou para aqueles que de vez enquanto acabam cobrando “errado” saindo 6 por meia dúzia e dando aquela maior dor de cabeça. (quem faz freela sabe do que estou falando)

Lá vai um site bem bacana que ajudará aos profissionais autônomos na hora de saber o valor a ser cobrado pela hora de um projeto!

Link: Quanto custa a minha hora?

Obs: Não é uma solução, mas vai ajudar muita gente a começar a pensar mais nos detalhes na hora de passar o orçamento.

*Créditos para a agência Entreoutros, autores do projeto.

One Page: Verticalização dos sites?

one_post

Há um tempo, barra de rolagem significava um site chato, cansativo, que escondia o conteúdo e corria o risco de um usuário não ver todas as informações.

Hoje, a verticalização dos sites tem se tornado cada vez mais uma tendência na web. Com os estudos de UX em alta, os desenvolvedores tem se preocupado em projetar mais para o usuário, tornado a web mais interativa e usável. Os cuidados e os estudos voltados para o usuário tem entrado em pauta na hora de projetar uma experiência melhor, comprovando assim, que o tempo de navegação na web tem se tornado cada vez mais caro ($$$). Estamos prestes a participar de uma época em que o “tempo” vai passar a ser comercializado em prateleiras de supermercados, shoppings ou lojas virtuais. Já dizia Benjamim Franklin “tempo é dinheiro” então, saiba gastá-lo.

Sem fazer afirmativas, acho que devido a isso, os sites vem se readaptando e mudando seus conceitos para tornar melhor a experiência do usuário em relação ao seu tempo. Estratégia usada através dos infográficos que utiliza da simplicidade e criatividade para mostrar grandes conteúdos de maneira rápida.

Uma one page deve ter uma boa estratégia de ações (conteúdo bom e enxuto), além de hierarquia de conteúdo (dar destaque ao que deve ser destaque por prioridade), simplicidade (simplificar para tornar o conteúdo mais rápido de ser absorvido) e a criatividade (usar tecnologias a favor do design para tornar uma experiência melhor, mais atrativa e usável). Essa é a receita e diferenciais para tornar uma One Page um case de sucesso

A verticalização de um site é bem interessante, e se bem feita torna-se uma experiência muito boa para o usuário, mas até que ponto devemos verticalizar tanto? Será que devemos por todo o conteúdo ou somente o conteúdo principal em uma One Page? Seria o fim das Landing pages? Até que ponto isso é bom para o usuário?

Gostaria de saber a sua opinião sobre o assunto.

 

 

Como perder peso no browser

como_perder_peso_no_browser_post

Afim de ajudar aos desenvolvedores front-end, Uma galera fera (Briza Bueno, Davidson Fellipe, Giovanni Keppelen, Jaydson Gomes, Marcel Duran, Mike Taylor, Renato Mangini, Sérgio Lopes e Zeno Rocha) criou um projeto bem bacana para servir como guia e melhorar a performance dos sites.

No browserdiet.com você vai encontrar varias dicas de como melhorar a performance do seu site, a exemplos de HTML, CSS, JavaScript, Jquery, Imagens…

Apresentação Zeno Rocha evento Front in Bahia

post_zeno_rocha

Não poderia deixar de parabenizar primeiro ao encontro de Front end da Bahia: O Front in Bahia 2013.

O evento contou com excelentes palestrantes como Davidson Fellipe, Marlos Carmo, lauro Santos, João Felipe, Jean Carlos (Suissa) e Zeno Rocha, além de um publico bem engajado.

Gostaria de dar destaque para a apresentação de Zeno Rocha no evento Front in Bahia, pois apresentou sua timeline como desenvolvedor Front End nesses 4 anos mostrando alguns passos para o sucesso e como encarar o mercado de “fronte”.

Temas abordados:

1 – Saiba reconhecer as oportunidades

2 – Não tenha medo do novo

3 – Bote a cara pra bater

4 – Freela não compensa

5 – Mensure as tarefas

6 – Qualidade acima de quantidade

7 – O designer é seu amigo

8 – Ferramentas vêm e vão

9 – Ame a segunda-feira

10 – Mude o mundo

Veja os slides da palestra de Zeno Rocha no Front in Bahia 2013.