One Page: Verticalização dos sites?

one_post

Há um tempo, barra de rolagem significava um site chato, cansativo, que escondia o conteúdo e corria o risco de um usuário não ver todas as informações.

Hoje, a verticalização dos sites tem se tornado cada vez mais uma tendência na web. Com os estudos de UX em alta, os desenvolvedores tem se preocupado em projetar mais para o usuário, tornado a web mais interativa e usável. Os cuidados e os estudos voltados para o usuário tem entrado em pauta na hora de projetar uma experiência melhor, comprovando assim, que o tempo de navegação na web tem se tornado cada vez mais caro ($$$). Estamos prestes a participar de uma época em que o “tempo” vai passar a ser comercializado em prateleiras de supermercados, shoppings ou lojas virtuais. Já dizia Benjamim Franklin “tempo é dinheiro” então, saiba gastá-lo.

Sem fazer afirmativas, acho que devido a isso, os sites vem se readaptando e mudando seus conceitos para tornar melhor a experiência do usuário em relação ao seu tempo. Estratégia usada através dos infográficos que utiliza da simplicidade e criatividade para mostrar grandes conteúdos de maneira rápida.

Uma one page deve ter uma boa estratégia de ações (conteúdo bom e enxuto), além de hierarquia de conteúdo (dar destaque ao que deve ser destaque por prioridade), simplicidade (simplificar para tornar o conteúdo mais rápido de ser absorvido) e a criatividade (usar tecnologias a favor do design para tornar uma experiência melhor, mais atrativa e usável). Essa é a receita e diferenciais para tornar uma One Page um case de sucesso

A verticalização de um site é bem interessante, e se bem feita torna-se uma experiência muito boa para o usuário, mas até que ponto devemos verticalizar tanto? Será que devemos por todo o conteúdo ou somente o conteúdo principal em uma One Page? Seria o fim das Landing pages? Até que ponto isso é bom para o usuário?

Gostaria de saber a sua opinião sobre o assunto.

 

 

A importância de um UI Kit

Organizar, ganhar tempo, manter a identidade de um projeto… São uns dos principais exemplos ao ter um UI Kit bem estruturado. Na hora do planejamento é muito importante entrar em pauta aquelas horas a mais para o desenvolvimento de um bom UI Kit, principalmente em grandes projetos onde há um grupo significativo de pessoas, com características de alta rotatividade na equipe e estilos diferentes entre designers. Caso não se disponha desse tempo para planejar o UI Kit conforme necessidades específicas, há grandes riscos do resultado final não seguir uma identidade fiel ao projeto.

Então, basta organizar todos os modelos de botões, ícones, menus, inputs, checkboxes, radio buttons, switches, share, tooltips, color swatches, etc em um arquivo onde designers e desenvolvedores possam utilizar para consulta na hora de projetar, otimizando o tempo e mantendo um design consistente no projeto.

post_ui_ki_capa

11-iphone4-display

Bons exemplos para criar sua UI Kit é organizá-las em arquivos PSD – para facilitar a vida do designer de interfaces – e em CSS – otimizando o lado dos desenvolvedores.

Encontrei um belo exemplo de um UI Kit bem atual utilizando o Flat Design, onde poderá fazer o donwload para estudo. Imaginou como seria muito mais fácil para os desenvolvedores utilizarem esse guia de estilos, otimizando a sua deadline?

Faça o download em http://designmodo.github.io/Flat-UI/